Turbantar-se: Um ato de autoamor e ancestralidade

Turbantes são feito coroas. Heranças ancestrais! Cobrir a cabeça por compreender a necessidade de incorporar ao hábitos diários símbolos culturais enquanto proteção e autoafirmação é de suma importância para o processo de tornar-se negro e, para o reconhecimento da negritude. Fazer isso, a partir da utilização de turbantes permite um resgate cultural da ancestralidade, transformando-o […]

Você já refletiu sobre a objetificação de corpos negros na sociedade?

Salve, salve Zkayan@s da minha vida! Quem vos escreve daqui é Bianca, Bia Barreto. Técnica em Refrigeração Industrial e Climatização, Musicista, Professora de Educação Física, Engenheira de Produção, Especialista em Atividade Física e Saúde no contexto da Educação Básica, Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica, Pesquisadora atuante na temática do Racismo enquanto Determinante de Saúde […]